domingo, 3 de fevereiro de 2008

O que é o som?




[Fig.1] Sonograma


O som não passa de uma forma de energia originada por um corpo vibrante. Este é transmitido apenas em meios materiais que têm massa e elasticidade, como os sólidos, líquidos ou gasosos, isto é, não se propaga no vácuo. Todos os sons que ouvimos são transmitidos sob a forma de ondas. Os sons que estamos habituados a ouvir são, na sua maior parte, combinações de outros sons mais puros, que possuem uma velocidade de oscilação ou frequência que se mede em hertz (Hz) e uma amplitude ou energia que se mede em decibéis. Os sons audíveis pelo ouvido humano têm uma frequência entre 20 Hz e 20 kHz. Acima e abaixo desta faixa estão os ultra-sons e infra-sons, respectivamente.




Características de um som


[Fig.2] Representação de onda sonora


Ao ouvirmos dois sons provocados ao acaso, reparamos que estes dois são auditivamente distinguíveis. Podemos referir se um é mais agudo ou mais grave, assim como nos é possível fazer referência à intensidade com que o ouvimos (se mais forte ou mais fraco). Consegue-se ainda distinguir entre os sons, qual deles, por exemplo, para nós, é o mais suave.

Intensidade

Numa situação em que queremos chamar a atenção um colega nosso, chamando-o pelo seu nome, verificamos que se usam diferentes intensidades de voz consoante esse nosso colega estiver longe ou perto de nós. Deste modo, podemos afirmar que, para nós que chamamos pelo nosso colega, nos é mais claramente audível o som que produzimos com mais força, ou seja, o som que tem mais intensidade.
A intensidade de um som é medida em decibéis, e é medida por uma relação estabelecida com a amplitude da onda referente ao mesmo som. Quanto mais forte um som, maior o seu valor de decibéis.

Altura

Ao assistir a uma ópera, verificamos que o som da voz masculina tem um carácter mais grave que a voz feminina. Aqui, estamos na presença da diferença de altura entre dois sons, característica que os distingue de mais agudos ou mais graves. A altura de um som é determinada pela sua frequência, expressa em Hertz. Tal como já foi referido, o ouvido humano apenas possui um âmbito audível entre 20 Hz e 20000 Hz.

Timbre

[Fig.3] Violino

O timbre é a característica do som que nos permite distinguir dois sons de frequência e intensidade iguais. Por exemplo, se ouvirmos um piano a tocar exactamente a mesma nota, à mesma intensidade que toca um violino, conseguimos distinguir os dois sons pelo o carácter percutido do som do piano e pelo carácter friccionado do som do violino.

1 comentário:

Alexandre disse...

Como explicar os sons que temos na mente?
abs
AMS